Pesquisa nacional do IBOPE revela hábitos dos brasileiros em relação ao diabetes | TVFEIRADESANTANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Para 92% dos entrevistados diabéticos ou cuidadores, a prática de atividades físicas, aliada a uma alimentação saudável, é de fundamental importância para o controle da diabetes.

diabetes, glicemia, hipertensão, nutrição, cardiologia, endocrinologistas, glicose, rim, empagliflozina, inibidor, sglt2, pancreas, trigo, pãp

Pesquisa nacional do IBOPE revela hábitos dos brasileiros em relação ao diabetes

Publicado por: editor
10/11/2016 14:28:49

Pesquisa IBOPE inédita sobre Diabetes

 

 

  • Para 92% dos entrevistados diabéticos ou cuidadores, a prática de atividades físicas, aliada a uma alimentação saudável, é de fundamental importância para o controle da diabetes – entretanto 2 em cada 3 NÃO praticam exercícios (64%).
  • Entre os não diabéticos, um em cada três brasileiros nunca mediu a glicemia.
  • Pesquisa foi realiza pela Merck, empresa alemã líder em ciência e tecnologia, com o apoio da Sociedade Brasileira de Diabetes.

 

Doença crônica de alta incidência no Brasil, o diabetes acomete 14,3 milhões de brasileiros[1]. Uma das características da doença é que ela começa de forma quase assintomática - mas que oferece sérios riscos à saúde. E os números que já assustam, aumentam a cada ano, graças ao estilo de vida que, muitas vezes, combina sedentarismo com má alimentação. Não por acaso, a Organização Mundial da Saúde já classifica a doença como epidemia, com 422 milhões de pessoas diagnosticadas no mundo[2].

 

Para entender melhor este cenário e como o brasileiro – diabético ou não diabético – se relaciona com a doença, a Merck, empresa alemã líder em ciência e tecnologia, com o apoio da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), encomendou uma pesquisa nacional ao IBOPE, que revelou alguns dados interessantes.

 

“Os resultados de todas as pesquisas comportamentais já realizadas mostram que o Diabetes ainda é um assunto que precisa de atenção. E os desafios para combater essa doença atingem toda a sociedade, pacientes e profissionais da área”, avaliou Dr. Marcio Krakauer, endocrinologista e colunista da Sociedade Brasileira de Diabetes.

 

BLOCO DE PESQUISA COM DIABÉTICOS E CUIDADORES

 

A pesquisa realizada com diabéticos e cuidadores de convívio diário com pacientes de diabetes revelou que boa parte daqueles que têm a doença não suspeitou do problema e recebeu o diagnóstico por outros motivos. Além disso, fica evidente que este público pratica pouco exercício físico, têm níveis alterados de glicemia e aparentam não saber de todas as implicações que uma doença mal controlada pode causar.

 

A pesquisa mostrou:

  • 29% descobriram a doença em exame de rotina ou ao tratar outro problema. Não suspeitaram que tinham a doença;
  • 66% utilizam a consulta médica como forma de controle da doença – e apenas 39% considera a alimentação saudável efetiva para o tratamento;
  • Para 92% dos entrevistados, a prática de atividades físicas aliada a uma alimentação saudável é de fundamental importância para o controle da diabetes – entretanto 2 em cada 3 NÃO praticam exercícios (64%);
  • 24% já interromperam o tratamento pelo menos uma vez;
  • Manter uma alimentação saudável é a maior dificuldade encontrada no tratamento;
  • Mais da metade está com a glicemia acima do normal.

 

BLOCO DE PESQUISA COM NÃO DIABÉTICOS

 

Os dados chamam ainda mais atenção aos que não convivem com o diabetes. Questionados se consideram bem informados sobre o assunto em uma escala de 1 a 5, apenas 39% dão nota igual ou superior a 4. Reflexo disto, é o baixo conhecimento espontâneo dos sintomas e das implicações da doença.

 

Ainda, 59% deste público nunca mediu suas taxas de glicose ou o fez pela última vez nos últimos 12 meses.

 

“Um dos aspectos que mais chama atenção é que uma parcela significativa da população não associa o consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo ao surgimento de diabetes”, alerta Dr. Marcio Krakauer.

 

Veja os números:

  • 1 a cada 3 brasileiros nunca mediu a glicemia;
  • 32% são pouco ou nada informados sobre a doença;
  • 28% alegaram não conhecer os sintomas da diabetes.

 

Informações extras sobre diabetes1,[3]

  • No Brasil existem mais de 14,3 milhões de pessoas vivendo com Diabetes – 9,4% da população
  • Entre 5 e 10% do total de portadores da doença pertencem ao tipo 1
  • 90% dos portadores de Diabetes pertencem ao tipo 2
  • 70% dos casos tipo 2 pode ser prevenida ou atrasada por meio da adoção de estilo de vida mais saudável
  • Em 2015, a cada 11 adultos, um tem diabetes. Em 2040, será 1 a cada 10 adultos
  • A cada 6 segundos, uma pessoa morre de diabetes no mundo (5 milhões de mortes em 2015)
  • Entre o tipo 1 e tipo 2, foi identificado o Diabetes Autoimune do Adulto (LADA)

 

Sobre a pesquisa IBOPE

 

Foram realizadas 2.002 entrevistas em 142 municípios com a finalidade de conhecer o público não-diabético, diabético e pessoas que participam do tratamento de diabéticos, chamados de “cuidadores”. As entrevistas foram pessoais e domiciliares e com a utilização de questionário estruturado. O perfil dos entrevistados foram 52% de mulheres e 48% de homens maiores que 16 anos.

Após aplicação de filtro, estas 2002 entrevistas tornaram-se as seguintes sub-amostras:

•Diabéticos + Cuidadores na condição de informante: 500 entrevistas (erro: 4 pp)

•Não diabéticos: 1502 entrevistas (erro: 3 pp)

Compartilhar