Mercúrio retrógrado, e agora? | TVFEIRADESANTANA.com The Mobile Television Network

Astróloga Virginia Gaia explica que os períodos de Mercúrio retrógrado ao longo do ano não devem gerar pânico   Na sexta-feira,  14 de janeiro,  o planeta Mercúrio fica retrógrado pela primeira vez em 2022, nos últimos anos os períodos de retrogradação...

astrologia, zodiaco, signos, horoscopo

Mercúrio retrógrado, e agora?

Publicado por: Redação
13/01/2022 12:30:25
Cortesia Editorial Pexels/iStock
Cortesia Editorial Pexels/iStock

Astróloga Virginia Gaia explica que os períodos de Mercúrio retrógrado ao longo do ano não devem gerar pânico

 

Na sexta-feira,  14 de janeiro,  o planeta Mercúrio fica retrógrado pela primeira vez em 2022, nos últimos anos os períodos de retrogradação de Mercúrio tem gerado memes astrológicos - até divertidos, mas que não correspondem totalmente  à realidade do fenômeno.  

 

Dizemos que um planeta está retrógrado quando ele parece caminhar na direção oposta à sequência dos signos do zodíaco, na perspectiva de observação a partir da Terra. Esse fenômeno acontece em virtude da distância entre as órbitas dos planetas no sistema solar e a velocidade de cada um em seu movimento ao redor do Sol. Trata-se, portanto, de uma ilusão de ótica, já que as órbitas planetárias não são alteradas. Entretanto, para a Astrologia, ainda que a aparente mudança de direção no céu não seja algo necessariamente negativo, pede-se maior atenção aos temas regidos por determinado planeta, durante o seu período de retrogradação. Seguem, abaixo, as fases de retrogradação de Mercúrio durante 2022. 

 

 

Mercúrio retrógrado: planeta regente da comunicação e do cotidiano, Mercúrio retrógrado costuma gerar pequenos atrasos e dificuldades com aparelhos e transações eletrônicas (é por isso,  que a retrogradação de Mercúrio é mais percebida pelas pessoas do que a de outros planetas).    

 

- De 14 de janeiro, no signo de Aquário,a 4 de fevereiro, em Capricórnio

Assuntos relacionados à ciência, à comunicação de massa (Aquário), além de planejamento de longo prazo, carreira e posições de poder (Capricórnio)

 

- De 10 de maio, no signo de Gêmeos, a 3 de junho, em Touro. Temas relacionados às finanças e aos valores essenciais (Touro)

 

- De 10 de setembro, no signo de Libra, a 2 de outubro, em Virgem. Assuntos relacionados à diplomacia, relacionamentos dos mais diversos tipos (Libra), além de saúde, organização de agenda e cotidiano (Virgem)

 

- De 29 de dezembro de 2022 a 18 de janeiro de 2023, no signo de Capricórnio.  Temas relacionados ao planejamento de longo prazo, carreira e posições de poder (Capricórnio).  

 

Virginia Gaia explica: "É importante  salientar que, com exceção do Sol e da Lua, todos os planetas ficam retrógrados em seu movimento aparente, quando observados a partir da perspectiva da Terra. Essa ilusão de ótica é resultado da dinâmica das órbitas dos planetas, suas distâncias e diferentes tempos para completar uma volta ao redor do Sol. Ou seja, é algo natural e observado desde os primórdios da astrologia e da astronomia."

 

Sobre os memes astrológicos brincando com o temido Mercúrio retrógrado como culpado de tudo que atrasa ou não sai conforme o planejado, a astróloga observa: "Nenhuma retrogradação deve ser motivo para desespero, pois não necessariamente traz algo negativo. É impressionante a proporção que o tema vem ganhando com a popularização da astrologia, pois esse alarde desproporcional não consta na literatura astrológica com esse tom alarmista. Deve-se aproveitar todo período de retrogradação para a revisão e o crescimento, pessoal e coletivo. Há de se notar que, em toda retrogradação, também há a oportunidade de resolução de temas em definitivo, quando aquele assunto é bem trabalhado e assimilado internamente."   

 

Virginia explica: :”É preciso entender o que esse movimento celeste significa. Funciona assim: todos os dias, vemos as estrelas, agrupadas em constelações, nascendo no Leste e se pondo no Oeste. Esse movimento acontece de forma contínua, mas não conseguimos ver durante o dia por conta do brilho do Sol, que ofusca as demais estrelas. Então, depois do pôr do Sol, é mais fácil notar esse deslocamento. Em meio a todas as 88 constelações que iluminam o nosso céu, há uma faixa que cruza 13 conjuntos de estrelas. Esse caminho, que é onde vemos os planetas se movimentarem, recebe o nome de eclíptica.

 

As constelações sobre a eclíptica formam o conjunto chamado de zodíaco. Ele é dividido em 12 partes iguais, em função das quatro estações climáticas (primavera, verão, outono e inverno). Então, das 13 constelações zodiacais, 12 delas deram nome aos signos do zodíaco. E é pelo zodíaco – esse caminho marcado por constelações e signos – que os planetas se deslocam. Na maior parte do tempo, vemos os corpos celestes se deslocando de Oeste para Leste, cruzando o fundo de estrelas. Mas há fases do ano na qual alguns planetas se deslocam do Leste para o Oeste. A essa mudança de direção, damos o nome de movimento retrógrado."

 

Lembra aquele passo famoso do Michael Jackson, no qual ele parecia andar para trás, o “Moonwalk”? Então: a retrogradação é o “Moonwalk” dos planetas! E é isso que Mercúrio fará, da próxima sexta-feira, dia 14, até 4 de fevereiro. 

 

E o que ele traz de diferente? Simples! É só um momento de reflexão e revisão dos temas mercuriais: comunicação, cotidiano, comércio e transações eletrônicas. Com isso, o planeta conhecido também como mensageiro dos deuses junta-se a Vênus (relacionamentos e valores) e Urano (ciência e inovação), que também estão atualmente retrógrados no céu. 

 

A astróloga finaliza: "afinal, como mensageiro e comunicador, Mercúrio manda o recado de que não existe nada mais retrógrado do que cair em fake news!"

 


Sobre Virginia Gaia 

Astróloga, taróloga, psicanalista e terapeuta holística, Virginia Gaia também ministra cursos e palestras para audiências variadas. Com presença constante como especialista em diversos meios de comunicação. 

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar