Cientistas descobriram um novo método para tratar a obesidade | TVFEIRADESANTANA.com 100% Internet

Uma equipe de cientistas australianos descobriu um novo método para tratar a obesidade, bloqueando diretamente um recetor dentro das células de gordura e acelerando o gasto de energia.   O neuropeptídeo Y (NPY) é um peptídeo produzido pelo sistema nerv...

saúde, diabetes, cardiologia, ginecologia, planos, endocrinologia, nutrição, glicose, obesidade

Cientistas descobriram um novo método para tratar a obesidade

Publicado por: Redação
07/06/2021 10:01:01
Courtesy Pixaby
Courtesy Pixaby

Uma equipe de cientistas australianos descobriu um novo método para tratar a obesidade, bloqueando diretamente um recetor dentro das células de gordura e acelerando o gasto de energia.

 

neuropeptídeo Y (NPY) é um peptídeo produzido pelo sistema nervoso central conhecido por desempenhar um papel em vários processos fisiológicos. Altos níveis de NPY estão ligados ao aumento do apetite e ganho de peso, enquanto baixos níveis aumentam o gasto de energia e ajudam o corpo a queimar gordura.

 

Um dos principais recetores celulares que o NPY usa para exercer os seus efeitos é o chamado Y1. Este novo estudo explorou se o bloqueio da atividade deste recetor em tecidos periféricos poderia aumentar o metabolismo da gordura e prevenir o ganho de peso.

 

Segundo o New Atlas, os investigadores testaram um fármaco criado para bloquear a sinalização do Y1 no tecido adiposo, chamado BIBO3304.

 

Os cientistas deram o fármaco a cobaias e, depois de sete semanas de uma dieta rica em gordura, os roedores ganharam cerca de 40% menos peso do que um grupo de controlo que seguiu a mesma dieta.

 

“Esta redução significativa no ganho de peso corporal foi causada por um aumento na geração de calor corporal e redução da massa gorda“, disse Yan-Churn Shi, coautora do novo estudo publicado a 11 de maio na Nature Communications.

 

A investigadora informou ainda que, quando os cientistas aplicaram o BIBO3304 a células de gordura humanas isoladas de indivíduos obesos, o efeito foi muito parecido ao das cobaias, “o que sugere que o direcionamento da via do recetor Y1 pode aumentar de forma semelhante o metabolismo da gordura e a redução do ganho de peso em humanos”.

 

“A maioria dos medicamentos atuais usados para tratar a obesidade tem como alvo o cérebro para suprimir o apetite e podem ter efeitos colaterais graves”, afirmou Shi. “O nosso estudo revela uma abordagem alternativa que visa diretamente os tecidos adiposos, uma maneira potencialmente mais segura de prevenir e tratar a obesidade.”

 

Por Liliana Malainho,

Originalmente Publicado Por: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados