Café, antes ou após o almoço? Melhor depois, saiba porque | TVFEIRADESANTANA.com Televisão via Internet

Após uma noite de sono mal dormida é natural que custe começar o dia, por isso muitas pessoas optam por tomar café como forma de aumentar a energia. Contudo, um novo estudo vem agora revelar que esta rotina, muito presente entre milhares de pessoas de ...

noticias, artigos, notas, releases, pautas, tv, acontecimentos, fatos, reportagens

Café, antes ou após o almoço? Melhor depois, saiba porque

Publicado por: Redação
07/10/2020 09:10:06
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

Após uma noite de sono mal dormida é natural que custe começar o dia, por isso muitas pessoas optam por tomar café como forma de aumentar a energia. Contudo, um novo estudo vem agora revelar que esta rotina, muito presente entre milhares de pessoas de inúmeras culturas, pode não ser a mais adequada.

 

Um estudo da University of Bath, publicado em junho na British Journal of Nutrition, sugere que tomar café logo que se acorda pode não ser benéfico para a saúde. Durante a pesquisa, a equipa de investigadores descobriu que um café muito forte logo de manhã pode prejudicar a resposta da glicose do corpo, pelo que o café deve ser consumido após o pequeno-almoço e não antes.

 

James Betts, um dos autores do novo estudo, explica que apesar deste hábito ser muito recorrente, e quase “intuitivo” em muitas pessoas, o estudo comprova que esta prática “tem implicações a longo prazo para a nossa saúde, em particular para o controlo metabólico de açúcar no sangue”.

 

Durante a pesquisa, a equipa fez uma análise a 29 adultos saudáveis, e cada individuo passou por três experiências diferentes. A primeira experiência permitiu que os indivíduos dormissem uma noite inteira antes de consumir uma bebida açucarada logo pela manhã,  Os investigadores conseguiram recolher amostras de sangue para estabelecer uma linha de base de glicose, e a resposta à insulina de cada pessoa.

 

Segundo o New Atlas, as outras duas experiências tiveram como objetivo acordar os participantes a cada hora durante a noite. Na manhã seguinte, consumiram também uma bebida açucarada, mas desta vez a bebida foi precedida por café preto muito forte.

 

Curiosamente, o estudo não detetou nenhuma falha na resposta da glicose dos indivíduos após a noite na qual o sono foi interrompido. Essa descoberta foi inesperada, considerando que pesquisas anteriores mostraram que as disfunções metabólicas notáveis podem ser induzidas por uma única noite de interrupção do sono.

 

Desta forma, os especialistas sugeriram que a interrupção do sono pode não ter sido suficiente, por si só, para desencadear uma disfunção metabólica.

 

Harry Smith, autor principal do estudo, acredita que este facto pode até ser reconfortante para as pessoas com uma boa rotina de sono, pois pequenas interrupções no sono noturno, sobretudo se ocorrerem em apenas uma noite, não devem prejudicar a resposta de glicose no dia seguinte.

 

Ainda assim Smith afirma que “começar um dia, após uma má noite de sono, com um café forte tem um efeito negativo no metabolismo da glicose, em cerca de 50%”. “Como tal, deve-se tentar equilibrar os potenciais benefícios estimulantes do café logo pela manhã. Pode ser melhor consumir café após o pequeno-almoço, em vez de antes”.

 

Smith diz que ainda há muito trabalho a ser feito para entender melhor a relação entre sono e metabolismo. Há fatores que não estão claros neste assunto, como é o caso da relação entre a interrupção do sono e o metabolismo. Os investigadores põe a hipótese de que uma maior interrupção do sono em ondas lentas pode ser mais prejudicial do ponto de vista metabólico e neurofisiológico.

 

Betts sugere que, embora ainda haja muita matéria para ser estudada, com os resultados do estudo fica claro que beber café forte antes de comer, após uma noite de sono interrompido, pode limitar a capacidade do corpo tolerar o açúcar.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados