Nódulos de Tireoide: de problemas para engolir ao câncer | TVFEIRADESANTANA.com Para Dispositivos Móveis

A médica Endocrinologista Dra. Amália Lucy Querino, comenta sobre nódulos de Tireoide  Um nódulo de tireoide pode ser definido como um grupo de células que se desenvolveu e cresceu na glândula tireoide. Os nódulos podem ter várias causas, como alteraçõ...

saude, depressão, riscos, tratamentos, tireoide, nódulos

Nódulos de Tireoide: de problemas para engolir ao câncer

Publicado por: Redação
07/08/2018 20:47:08
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

A médica Endocrinologista Dra. Amália Lucy Querino, comenta sobre nódulos de Tireoide 

Um nódulo de tireoide pode ser definido como um grupo de células que se desenvolveu e cresceu na glândula tireoide. Os nódulos podem ter várias causas, como alterações normais da própria glândula ou até tumores, benignos ou malignos. “Não se sabe ao certo o que ocasiona esse tipo de, mas se conhecem alguns fatores de risco, como exposição à radiação, idade e sexo. Mulheres são mais propensas a desenvolver os nódulos, porém os homens sofrem com mais casos de câncer”, comenta a Dra. Amália Lucy Querino, médica endocrinologista, Professora da Faculdade de Ciências Médicas IPEMED, que atende casos como esse em seus consultório no Leblon.

 

Ela acrescenta que a maioria dos casos não há os sintomas tão claros, mas podem ocorrer: dor no pescoço, problemas para engolir e respirar, entre outros, principalmente quando já estão maiores, com cerca de 4 cm. “Ajuda médica deve ser buscada, caso o paciente sinta alguma espécie de caroço no pescoço, pois esses casos precisam ser analisados e talvez seja necessária a realização de uma biópsia com uma agulha fina, procedimento sem grande complexidade, que se faz guiado por ultrassonografia da tireoide”, comenta.


Por se tratar de um órgão superficial e de localização no pescoço onde vemos e tocamos com frequência normalmente se verifica o aparecimento do nódulo através do exame físico pessoal. Após isso, o médico irá fazer uma série de exames para diagnosticar e tratar a condição.


Dra. Amália explica que o tratamento vai depender se é cancerígeno ou não. “Recomenda-se cirurgia para retirar o nódulo quando a biópsia mostra evidência cancerígena, ou nos casos onde os sintomas de falta de ar, engasgos, rouquidão e dificuldade para engolir se tornam intensos. No caso de não ser cancerígeno, muitas vezes não é necessário nem tratamento, apenas um acompanhamento anual com ultrassonografia do pescoço é o suficiente”.


Não há grandes formas de se prevenir o aparecimento de um câncer de tireoide, mas evitar exposição da glândula à radiação em exames como Rx tórax e odontológicos usando um protetor (fornecidos nos locais de exame) a única A melhor maneira de forma de lidar é observando e, em caso de alguma desconfiança, ir a um médico.


Amália Lucy Querino

Clínica Geral e Endocrinologista

Professora da Faculdade de Ciências Médicas IPEMED

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados